justiça

Vasp e Transbrasil pagarão cliente que não viu pai vivo

Após atraso de nove hora de voo, passageiro não chegou ao destino a tempo de encontrar seu pai, que estava internado, ainda vivo

Allan Nascimento
Allan Nascimento
Publicado em 07/09/2012 às 11:51
Leitura:

A 4.ª Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) elevou de R$ 5 mil para R$ 20 mil o valor da indenização por dano moral que a Vasp e a Transbrasil devem pagar a um passageiro que, após atraso de nove horas no voo, não chegou ao destino a tempo de encontrar seu pai, que estava internado, ainda vivo. O caso foi em 1999. Para a relatora do caso, ministra Isabel Gallotti, houve acentuada negligência das companhias aéreas, que, sabendo da situação de desespero do passageiro, não atuaram com presteza.

Newsletters

Ver todas

Fique por dentro de tudo que acontece. Assine grátis as nossas Newsletters.

Últimas notícias