são paulo

Júri do caso Carandiru é marcado para janeiro de 2013

Em 1992, 111 presos foram mortos depois de uma ação da tropa de choque comandada pelo coronel Ubiratan Guimarães

Allan Nascimento
Allan Nascimento
Publicado em 27/09/2012 às 21:57
Leitura:

O júri do 'Caso Carandiru' foi marcado para 28 de janeiro de 2013, no Fórum da Barra Funda, na zona oeste de São Paulo. A decisão desta quinta-feira (27) é do juiz da Vara do Júri de Santana, José Nardy Marzagão. Em 1992, 111 presos foram mortos depois de uma ação da tropa de choque comandada pelo coronel Ubiratan Guimarães.

Na decisão desta quinta, o juiz determinou ainda que sejam requisitadas as folhas de antecedentes dos acusados. Vinte e oito réus serão julgados. Em 2001, o coronel Ubiratan Guimarães foi condenado a 632 anos de prisão por comandar a ação no Carandiru, mas em fevereiro de 2006 o Tribunal de Justiça de São Paulo reinterpretou a decisão do 2º Tribunal do Júri e decidiu absolver o coronel. Ubiratan foi morto em setembro de 2006 com um tiro na barriga, em seu apartamento nos Jardins, região nobre de São Paulo.

A Casa de Detenção foi inaugurada em 1956 pelo então governador Jânio Quadros. O projeto inicial era de abrigar até 3.250 presos mas com o passar dos anos a capacidade máxima foi ampliada para 6.300. No início da década de 1990, a população oscilou perto dos sete mil.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias