INTOXICAÇÃO

Merenda intoxica mais de 30 no interior de São Paulo

Foram intoxicados 22 estudantes entre 5 e 14 anos, 3 adolescentes entre 15 e 17 e 6 adultos

Priscila Miranda
Priscila Miranda
Publicado em 04/10/2012 às 10:21
Leitura:

A Vigilância Sanitária de Brotas, no interior paulista, registrou mais de 30 casos de intoxicação envolvendo crianças, adolescentes e adultos ligados à rede municipal de ensino. Até a manhã de quarta (3), 31 pessoas já tinham sido medicadas com sintomas como diarreia e vômito.

A suspeita recai sobre a merenda escolar (fricassé de frango, arroz branco, além de batata palha e alface), que é produzida em uma cozinha industrial do próprio município e depois encaminhada a algumas unidades de ensino que realizam finalizações antes de servir a alunos, funcionários e até professores.

De acordo com a Vigilância Sanitária de Brotas (SP), foram intoxicados 22 estudantes na faixa etária de 5 a 14 anos e 3 adolescentes entre 15 e 17 anos, além de 6 adultos. Todas as vítimas teriam ingerido a merenda em quatro escolas municipais e duas estaduais. Os alimentos suspeitos de terem causado a intoxicação foram servidos anteontem, mas muitas das vítimas começaram a passar mal no período noturno.

Os doentes foram atendidos no pronto-socorro municipal e muitas crianças ficaram desidratadas e tiveram de ser internadas para tomar soro. Na tarde de quarta-feira (03), foram liberadas. As informações são do jornal O Estado de S.Paulo.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias