são paulo

Seguranças recolhem cartazes de manifestante

Dilma estava no local para o anúncio de investimentos de R$ 2,6 bilhões em obras do Plano de Aceleração do Crescimento 2 (PAC 2) na comunidade da Rocinha e de outras duas da zona norte

Da Agência Estado
Da Agência Estado
Publicado em 14/06/2013 às 13:57
Leitura:

Seguranças da Presidência da República recolheram cartazes de um homem que protestava na plateia do palco montado para o discurso da presidente Dilma Rousseff, no Complexo Esportivo da Rocinha, na zona sul do Rio, no fim da manhã desta sexta-feira. O presidente de uma das associações de moradores do Morro do Andaraí, na zona norte, André Santana, segurava um cartaz com a frase "Cadê o PAC do Andaraí? Queremos resposta."

Dilma estava no local para o anúncio de investimentos de R$ 2,6 bilhões em obras do Plano de Aceleração do Crescimento 2 (PAC 2) na comunidade da Rocinha e de outras duas da zona norte - Lins de Vasconcelos e Jacarezinho. O protesto aconteceu antes dos discursos dela e do governador Sérgio Cabral (PMDB). 

Santana estava na plateia, entre os convidados autorizados pelo cerimonial. "A gente quer que eles cumpram a promessa que o Lula fez para a gente (o PAC). Botaram o PAC no Boréu, na Formiga, pularam o Andaraí e foram para o Lins. Por quê? Se é um maciço só. A gente quer saber", declarou. Durante o discurso de Cabral, que anunciava os investimentos em outras favelas, o presidente da associação de moradores voltou a protestar, gritando: "E o Andaraí?". Cabral respondeu: " O do Andaraí vai chegar, calma, Andaraí."

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias