Combate ao tráfico

Vice-prefeito do Rio de Janeiro diz que anunciará em janeiro novas UPPs

Luiz Fernando Pezão afirmou ue será anunciado em janeiro do ano que vem um plano de ocupação de favelas ainda não-pacificadas até 2020

Da Agência Estado
Da Agência Estado
Publicado em 02/12/2013 às 19:35
Leitura:

Candidato do governador Sérgio Cabral (PMDB) à sua sucessão, o vice Luiz Fernando Pezão afirmou nesta segunda-feira, 02, após cerimônia de inauguração da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) do Morro Camarista Méier, na zona norte da capital fluminense, que será anunciado em janeiro do ano que vem um plano de ocupação de favelas ainda não-pacificadas até 2020. Ainda patinando nas pesquisas de intenção de voto, Pezão pretende capitalizar para si a aprovação popular das UPPs, vitrine do atual governo.

"Vamos apresentar em janeiro um plano de ocupações até 2020, mostrando um cenário para frente, que não é só para as Olimpíadas. Muitos adversários julgam e jogam que a política de segurança é só para os grandes eventos. E o que o governador colocou desde o primeiro momento: nós queríamos os jogos aqui para trazer a paz. Mas queremos a paz permanente, o transporte permanente, queremos deixar legados. A gente vai mostrar", disse Pezão.

Ao ser perguntado se pretende manter no cargo o atual secretário de Segurança, José Mariano Beltrame, caso seja eleito, Pezão disse que ainda é cedo para isso. "É cedo. Vamos continuar com as UPPs. Vai continuar a política de segurança firme".

Foram inauguradas nesta segunda as UPPs do Complexo do Lins e do Camarista Méier. As duas unidades contarão com 480 policiais, que atenderão cerca de 25 mil moradores de 16 favelas da zona norte.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias