VIOLÊNCIA

Dilma pede que vítimas denunciem casos de assédio sexual

Segundo a presidenta, o Brasil avançou com a Lei Maria da Penha, mas ainda enfrenta outros tipos de violência contra a mulher

Da Agência Brasil
Da Agência Brasil
Publicado em 21/03/2014 às 22:15
Leitura:

A presidenta Dilma Rousseff se manifestou nesta sexta-feira (21) sobre a onda de crimes de assédio sexual no transporte público. Ela disse que a ação de criminosos que assediam e abusam das mulheres “envergonha a nossa sociedade”.

Segundo a presidenta, o Brasil avançou no combate à violência doméstica com a Lei Maria da Penha, mas ainda enfrenta outros tipos de violência contra a mulher. Nos últimos dias, tem sido divulgado que criminosos, além de abusar de mulheres, filmam, fotografam e divulgam imagens na internet.

Dilma afirmou ser uma triste coincidência se deparar com as notícias no mês em que se celebra o Dia Internacional da Mulher, comemorado a 8 de março. Pela manhã, a presidenta se reuniu com representantes de movimentos de defesa dos direitos das mulheres.

“Venho pedir às vítimas que não se intimidem em denunciar. E às polícias que não se omitam em combater a prática”, declarou em sua conta no Twitter.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias