Investigação

Vital do Rêgo reúne líderes para discutir sessão da CPI

oposição pressiona a direção da CPI a tomar providências após as revelações de Paulo Roberto e Youssef

Adriana Oliveira
Adriana Oliveira
Publicado em 13/10/2014 às 17:30
Leitura:

O presidente da CPI mista da Petrobras, senador Vital do Rêgo (PMDB-PB), convocou os líderes partidários para uma reunião nessa terça-feira (14) a fim de decidir se o colegiado fará uma sessão extraordinária ainda nesta semana. A oposição pressiona a direção da CPI a tomar providências após as revelações do ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa e do doleiro Alberto Youssef.

Em depoimento à Justiça Federal do Paraná na semana passada, os dois acusaram os partidos da base aliada - o PT, o PMDB e o PP - de dividirem recursos de propinas em contratos da Petrobras. Afirmaram ainda que parte do dinheiro desviado da estatal serviu para pagar contas de campanha de 2010.

Vital disse que tentará viabilizar com os líderes partidários que integram a CPI o encontro. "Estou voltando a Brasília na terça para me reunir com lideranças de todos os partidos que compõem a CPI para ver a possibilidade de convocarmos ainda esta semana uma reunião administrativa", disse o presidente da comissão, em áudio divulgado pela assessoria de imprensa do senador.

O encontro, até o momento, não tem horário definido para ocorrer. A reportagem tentou, sem sucesso, contato diretamente com Vital para obter mais detalhes da eventual reunião.

Vital ressalvou que a CPI tem tido dificuldades para garantir presença dos parlamentares em razão da disputa eleitoral. Na semana passada, por exemplo, a comissão ouviu Meire Poza, ex-contadora do doleiro Alberto Youssef, e o presidente da CPI foi um dos que não compareceram - ele ficou em terceiro na disputa ao governo da Paraíba.

Na semana que vem, a última antes do segundo turno eleitoral, a CPI já tinha marcado o depoimento de José Carlos Consenza, sucessor de Paulo Roberto Costa na Diretoria de Abastecimento da estatal. No requerimento de convocação de Consenza aprovado pela comissão, o líder do PPS na Câmara, Rubens Bueno (PR), afirma que é preciso esclarecer denúncias de que o atual diretor teria envolvimento com o esquema de desvio de recursos da Petrobras. O encontro está agendado para o dia 22.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias