Mídia

Equipe de reportagem é atacada por tiros no Morro do Juramento

O ataque foi informado à Polícia Civil. A 27ª Delegacia de Polícia (DP), em Vicente de Carvalho, abriu inquérito

Do Estadão Conteudo
Do Estadão Conteudo
Publicado em 10/09/2015 às 14:30
Leitura:

Ao menos um tiro atingiu na manhã desta quinta-feira (10) o carro que conduzia uma equipe de reportagem da Rede Record em um acesso ao Morro do Juramento, em Vicente de Carvalho, bairro na zona norte carioca. Na ocasião, acontecia na favela uma incursão de policiais militares do 41º Batalhão, para reprimir o tráfico de drogas.

O ataque foi informado à Polícia Civil. A 27ª Delegacia de Polícia (DP), em Vicente de Carvalho, abriu inquérito. Nos depoimentos, os três jornalistas disseram que o tiro foi disparado por um homem que os ameaçara com uma pistola. Segundo eles, o criminoso atirou cinco vezes, mas só um disparo atingiu o carro, da marca Spin, perfurando o vidro dianteiro, na altura do banco do carona. O motorista sofreu ferimentos leves no rosto causados por estilhaços de vidro. Não precisou de atendimento médico.

A equipe chegou ao morro do Juramento às 8h30, a fim de fazer a cobertura da ação policial. De acordo com os depoimentos, o carro estava na Rua Embaíba, que dá acesso à favela, a cerca de 200 metros de um blindado da PM. Foi então que surgiu o criminoso, que postou-se à frente do carro, armado com uma pistola, e gritou que não queria "fofoca". A seguir, atirou.

Os jornalistas telefonaram para a PM e pediram ajuda. O blindado escoltou o carro, que tinha logotipo da emissora, até fora da favela.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias