NORTE

Pelo menos 33 morrem em presídio de Roraima

A maioria das vítimas foi desmembrada, decapitada ou teve o coração arrancado

Estadão Conteúdo Estadão Conteúdo
Estadão Conteúdo
Estadão Conteúdo
Publicado em 06/01/2017 às 9:06
Foto: Reprodução/Google Street View
A maioria das vítimas foi desmembrada, decapitada ou teve o coração arrancado - FOTO: Foto: Reprodução/Google Street View
Leitura:

Ao menos 33 mortes foram registradas na madrugada desta sexta-feira (6), na Penitenciária Agrícola de Monte Cristo (Pamc), na zona sul de Boa Vista, capital de Roraima. A informação é da Secretaria de Justiça e Cidadania do Estado. A maioria das vítimas foi desmembrada, decapitada ou teve o coração arrancado.

Em nota, a pasta diz que a o Batalhão de Operações Especiais (Bope) da Polícia Militar está no local. O governo "esclarece que a situação está sob controle e que o Bope (Batalhão de Operações Especiais) da PMRR (Polícia Militar) está nas alas do referido presídio".

Briga entre Comando Vermelho e Primeiro Comando da Capital 

Em outubro, na mesma penitenciária, uma rebelião provocada por briga entre o Comando Vermelho (CV) e o Primeiro Comando da Capital (PCC) deixou pelo menos 10 presos mortos. Três das vítimas teriam sido decapitadas, e sete teriam tido os corpos queimados em uma grande fogueira no pátio da unidade. 

Todos os mortos seriam integrantes da facção Comando Vermelho, que domina cerca de 10% do presídio. Os outros 90% são controlados pelo grupo rival Primeiro Comando da Capital.

Até junho passado, PCC e CV eram aliados na disputa pelo controle do tráfico na fronteira com o Paraguai.

 

Últimas notícias