RIO GRANDE DO NORTE

Força-tarefa entra no presídio de Alcaçuz para retomar controle

Desde o dia 14 passado, o clima é de tensão em Alcaçuz. Vinte e seis detentos foram assassinados durante as rebeliões que ocorreram na unidade

Estadão Conteúdo Estadão Conteúdo
Estadão Conteúdo
Estadão Conteúdo
Publicado em 27/01/2017 às 9:44
ANDRESSA ANHOLETE / AFP
FOTO: ANDRESSA ANHOLETE / AFP
Leitura:

Agentes penitenciários do Grupo de Operações Especiais (GOE) e da força-tarefa penitenciária enviada pelo Ministério dá Justiça entraram, na manhã desta sexta-feira (27), na Penitenciária Estadual de Alcaçuz, em Nísia Floresta, no Rio Grande do Norte.

A ação, denominada de Operação Phoenix, tem o objetivo de retomar o controle e restabelecer a ordem na unidade prisional. Ainda não foram repassados detalhes sobre a intervenção, contudo, os agentes adiantaram que os pavilhões 4 e 5, onde hoje estão encarcerados os presos do Primeiro Comando da Capital (PCC), foram retomados pelas forças de segurança do Estado.

Operação Phoenix em Alcaçuz

Durante a Operação Phoenix, os agentes carcerários também vão realizar uma revista nos pavilhões para recolher armas e outros objetos ilícitos que porventura estejam no interior do estabelecimento penitenciário.

Desde o dia 14 passado, o clima é de tensão na Penitenciária de Alcaçuz. Vinte e seis detentos foram assassinados durante as rebeliões que ocorreram na unidade, e outros 56 fugiram. Apenas quatro foram recapturados. Há ainda 10 homens feridos, que foram internados no Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel.

ANDRESSA ANHOLETE / AFP
Detentos de facções rivais começaram um novo confronto no Presídio de Alcaçuz, no RN - ANDRESSA ANHOLETE / AFP
ANDRESSA ANHOLETE / AFP
Uma batalha campal, com paus e pedras, tomou conta nesta quinta-feira (19) do presídio de Alcaçuz - ANDRESSA ANHOLETE / AFP
ANDRESSA ANHOLETE / AFP
De sábado (14) para domingo (15), a unidade foi palco de uma rebelião que deixou 26 mortos - ANDRESSA ANHOLETE / AFP
ANDRESSA ANHOLETE / AFP
Nova rebelião acontece no dia seguinte à retirada de 220 internos ligados ao Sindicato do Crime - ANDRESSA ANHOLETE / AFP
ANDRESSA ANHOLETE / AFP
A rebelião na Penitenciária Estadual de Alcaçuz chegou ao sexto dia nesta quinta-feira (19) - ANDRESSA ANHOLETE / AFP

Últimas notícias