RIO DE JANEIRO

Imprensa internacional repercute morte da vereadora Marielle Franco

Jornais como The New York Times, The Washington Post e The Guardian publicaram matérias sobre o assassinato da vereadora carioca

JC Online
JC Online
Publicado em 15/03/2018 às 2:51
Foto: Reprodução/The Washington Post
Jornais como The New York Times, The Washington Post e The Guardian publicaram matérias sobre o assassinato da vereadora carioca - FOTO: Foto: Reprodução/The Washington Post
Leitura:

O assassinato da vereadora Marielle Franco (PSOL-RJ), registrado na noite dessa quarta-feira (14), no Rio de Janeiro, está repercutindo na imprensa internacional. Em suas páginas na internet, os jornais estadunidenses The New York Times e The Washington Post publicaram uma matéria da agência Associated Press, destacando que a parlamentar foi morta "na segunda maior cidade brasileira, onde os militares estão encarregados da segurança há um mês após uma onda de violência".

O britânico The Guardian também publicou o material da Associated Press sobre o assassinato. A rede de televisão Telesur, com sede na Venezuela, publicou uma matéria em seu site com o título "Assassinaram a vereadora brasileira Marielle Franco no Rio de Janeiro".

O assassinato de Marielle Franco

A vereadora pelo Rio de Janeiro Marielle Franco, do PSOL, foi morta a tiros no bairro do Estácio, região central da capital carioca, na noite desta quarta-feira (14). Ela estava dentro de um carro acompanhada de um motorista, que também foi morto, e de uma assessora, quando teria sido abordada por outro veículo.

Eleita com 46,5 mil votos, a quinta maior votação para vereadora nas eleições de 2016, Marielle Franco estava no primeiro mandato como parlamentar. Oriunda da favela da Maré, zona norte do Rio, Marielle tinha 38 anos, era socióloga, com mestrado em Administração Pública e militava no tema de direitos humanos.

Últimas notícias