série de ataques

Seis pessoas são presas por ataques em Fortaleza e no interior do CE

Os crimes ocorreram entre a noite de sábado (24), e a madrugada deste domingo (25), e deixaram ao menos três pessoas mortas

Amanda Azevedo
Amanda Azevedo
Publicado em 25/03/2018 às 23:04
Foto: Reprodução/Facebook
Os crimes ocorreram entre a noite de sábado (24), e a madrugada deste domingo (25), e deixaram ao menos três pessoas mortas - FOTO: Foto: Reprodução/Facebook
Leitura:

Seis homens foram presos como suspeitos de participar da série de ataques a ônibus, carros, motos, torres de telefonia e prédios públicos de Fortaleza e do interior cearense. Os crimes ocorreram entre a noite de sábado (24), e a madrugada deste domingo (25), e deixaram ao menos três pessoas mortas - que estariam envolvidas nos ataques, de acordo com a polícia.

Uma das principais hipóteses para a onda de violência é que facções criminosas querem intimidar o governo cearense para impedir a instalação de bloqueadores de celular em presídios do Estado.

Ônibus incendiados em Fortaleza

Em Fortaleza, cinco ônibus foram incendiados. A frota foi recolhida no início da noite de sábado e só voltou a circular em comboio e com escolta policial. O prefeito Roberto Cláudio (PDT) condenou o que chamou de "atos de vandalismo". Ele disse ainda que está somando "todos os esforços entre os órgãos da Prefeitura, Governo do Estado e organismos do Poder Judiciário"

Os bandidos também atearam fogo em prédios públicos. As sedes das Secretarias Executivas Regionais 3 e 4 foram atingidas por bombas caseiras (de coquetel molotov). O prédio do Juizado Especial Cível e Criminal, no bairro Itaperi, foi atacado a tiros de madrugada. Duas antenas de telefonia foram danificadas no bairro Jardim Iracema e na Avenida Maestro Lisboa, no bairro José de Alencar.

No interior, aconteceram ataques em Cascavel, Caucaia e Sobral. Em Cascavel, bandidos tocaram fogo em um depósito de veículos apreendidos, atingindo cerca de 50 carros e motos. Em Sobral, a 240 quilômetros de Fortaleza, o prédio da Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança (Ciops) também foi atacado. Em Caucaia, um ônibus foi incendiado.

Histórico de ataques em Fortaleza

No dia 10 de março, três ataques deixaram sete mortos e quatro feridos em diferentes pontos do bairro Benfica, de Fortaleza. Segundo investigações iniciais, os possíveis motivos seriam tráfico de droga e conflito entre torcidas organizadas. Ainda em março, três mulheres foram torturadas, mortas e decapitadas na cidade.

Também neste ano, em janeiro, uma chacina deixou 14 mortos e 18 feridos na capital cearense. Segundo a mãe de uma das vítimas, o ataque já era anunciado desde o ano passado.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias