COMEMORAÇÃO

Empresário distribui cerveja para comemorar decreto de prisão de Lula

O empresário Oscar Maroni distribuiu cerca de 5.500 latas de cerveja no Bahamas Club, em São Paulo

Julia Aguilera
Julia Aguilera
Publicado em 07/04/2018 às 10:06
Foto: Reprodução/ Facebook
O empresário Oscar Maroni distribuiu cerca de 5.500 latas de cerveja no Bahamas Club, em São Paulo - FOTO: Foto: Reprodução/ Facebook
Leitura:

O empresário Oscar Maroni, dono do Bahamas Club, cumpriu a promessa que havia feito em 2016 de distribuir cervejas grátis caso Lula tivesse a prisão decretada. Mesmo sem o ex-presidente estar preso, Maroni antecipou a comemoração nessa sexta-feira (6) e reuniu uma multidão. Com informações do jornal Estadão. 

Em um vídeo divulgado em suas redes sociais confirmando na quinta-feira (5) o evento, o empresário aproveitou para agradecer ao juiz Sérgio e a ministra Cármen Lúcia. Ele também disse que 5.700 latas de cerveja já estavam gelando e que contrataria uma banda e uma escola de samba para os festejos. 

Na mesma publicação, Oscar se justificou de uma afirmação que tinha feito dias antes dizendo que faria uma comemoração maior caso o petista fosse morto na prisão. "Neste vídeo, eu faço um comentário que eu gostaria que o Lula morra ou que o matassem na prisão. Falei errado e retiro. Quero que ele fique vivo e apodrecendo", comentou.

 

 

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias