ALCÂNTARA

Brasil negociará uso de base no Maranhão para lançar satélites

Além da negociação da base de Alcântara, o vice-presidente dos EUA visitará um campo de refugiado venezuelanos em Manaus

Estadão Conteúdo
Estadão Conteúdo
Publicado em 05/06/2018 às 7:00
Foto: Divulgação
Além da negociação da base de Alcântara, o vice-presidente dos EUA visitará um campo de refugiado venezuelanos em Manaus - FOTO: Foto: Divulgação
Leitura:

O vice-presidente dos EUA, Mike Pence, visitará o Brasil nos dias 26 e 27 de junho, quando se reunirá com o presidente Michel Temer em Brasília e visitará um campo de refugiados venezuelanos em Manaus. A informação foi dada nesta segunda-feira, 4, em Washington pelo ministro das Relações Exteriores, Aloysio Nunes, depois de encontro com o secretário de Estado americano, Mike Pompeo.

"Vai ser uma oportunidade para mostrar tudo o que o Brasil está fazendo", disse o embaixador do Brasil nos EUA, Sergio Amaral, referindo-se à crise do país vizinho. Pence viria ao Brasil no fim de maio, mas adiou a viagem em razão dos preparativos da cúpula entre o presidente Donald Trump e o ditador norte-coreano, Kim Jong-un, prevista para o dia 12 de junho.

Aloysio disse que Brasil e EUA decidiram retomar a negociação de um acordo de salvaguarda que permitiria o uso da base de Alcântara, no Maranhão, para o lançamento de satélites. Sem um tratado do tipo, a base não pode ser utilizada, já que 80% dos componentes de satélites no mundo têm tecnologia americana.

O Brasil enviou uma proposta de acordo ao Departamento de Estado em meados do ano passado. Há poucos dias, os americanos fizeram sua contraproposta. "Isso ficou parado por muitos anos e estamos retomando agora", declarou Aloysio. Segundo ele, as conversas começarão de maneira imediata, mas não há prazo para sua conclusão.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias