bahia

Ônibus pula quebra-molas, passageira fratura a coluna e morre na Bahia

Mulher de 49 anos estava internada desde o dia 13 e teve infecção generalizada

Maria Eduarda Bravo
Maria Eduarda Bravo
Publicado em 29/06/2018 às 9:28
Foto: Reprodução/Blog do Anderson
Mulher de 49 anos estava internada desde o dia 13 e teve infecção generalizada - FOTO: Foto: Reprodução/Blog do Anderson
Leitura:

Cidinalva Gusmão da Silva, 49 anos, morreu de infecção generalizada em Vitória da Conquista, no Sudoeste da Bahia, após ser internada no Hospital Geral da cidade por ter fraturado a coluna num acidente dentro de um ônibus de transporte coletivo.

O acidente ocorreu dia 13 de junho, no trecho urbano da BR-116, quando o ônibus da Viação Vitória seguia do Centro para o bairro Vila Bonita e não reduziu a velocidade para passar num quebra-molas, fazendo com que alguns passageiros fossem jogados para o alto.

Cidinalva estava sentada nos fundos do ônibus e acabou sendo arremessada ao chão. No choque, acabou quebrando a coluna. Ela recebeu atendimento emergencial, foi liberada e depois voltou ao internamento, onde ficou por 13 dias.

Casada, mãe de dois filhos e avó de cinco netos, a mulher morreu nessa terça-feira (26) de falência múltipla dos órgãos por conta da infecção.

Revolta

O caso deixou a família de Cidinalva revoltada. Os parentes dizem que vão tomar providências na Justiça. Procurada, a assessoria de comunicação do Hospital Geral de Vitória da Conquista, que é de gestão estadual, não deu resposta.

A Viação Vitória, por sua vez, diz que “continuará a prestar todo o apoio necessário à família neste triste momento”.

A empresa informou que “está à disposição para prestar todos os esclarecimentos às autoridades e continuará dando toda a assistência necessária, ocasião em que manifestamos toda nossa solidariedade e reiterando nossos votos de pesar.”

A delegada Jaqueline Ferreira, titular da 2ª Delegacia Territorial, informou que o fato foi registrado na polícia no dia do acidente, mas que, “a princípio, não há o que investigar no caso da morte de Cidinalva”.

A reportagem completa você confere no site do jornal Correio (BA).

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias