condenação

Jovem tatuado na testa é condenado a 4 anos e 8 meses de prisão por roubo em SP

Em julho de 2017, o rapaz, que sofre com problemas de dependência química, teve a testa tatuada com a frase 'eu sou ladrão e vacilão'

Marcelo Aprigio
Marcelo Aprigio
Publicado em 11/09/2019 às 10:20
Notícia
Foto: Reprodução
Em julho de 2017, o rapaz, que sofre com problemas de dependência química, teve a testa tatuada com a frase 'eu sou ladrão e vacilão' - FOTO: Foto: Reprodução
Leitura:

O jovem que teve a testa tatuada com a frase "eu sou ladrão e vacilão", em julho de 2017, foi condenado a 4 anos e 8 meses de prisão em regime semiaberto, nessa terça-feira (10). As informações são do portal G1.

Ruan Rocha da Silva, 19 anos, foi condenado pela juíza Sandra Regina Nostre Marques, da 1ª Vara Criminal de São Bernardo do Campo, em São Paulo, em uma audiência de instrução realizada no fórum da cidade.

Em 14 de fevereiro deste ano, o jovem foi preso em flagrante pelo roubo de um celular e um agasalho de funcionárias de um posto de saúde em Ferrazópolis, também em São Bernardo do Campo.

Em março de 2018, Ruan Rocha foi preso em flagrante por furtar desodorantes de um supermercado em Mairiporã, na Grande São Paulo. Na época, o jovem pagou uma fiança de R$ 1 mil e pôde responder ao crime em liberdade.

Tatuagem

Em julho de 2017, o rapaz, que sofre com problemas de dependência química e chegou a ser internado por 16 meses, foi tatuado na testa com a frase “eu sou ladrão e vacilão”.

Os responsáveis pelo crime, o tatuador Maycon Wesley Carvalho dos Reis, 27 anos, e Ronildo Moreira de Araújo, 29 anos, foram condenados pela Justiça e cumprem pena em regime aberto e semi-aberto, respectivamente.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias