Sisu

Suzane von Richtofen é aprovada em oitavo lugar em curso de Turismo pelo Sisu 2020

É a terceira vez em que Suzane consegue passar no vestibular

Debora Bruna Oliveira
Debora Bruna Oliveira
Publicado em 30/01/2020 às 16:47
Notícia
Foto: reprodução/SBT
É a terceira vez em que Suzane consegue passar no vestibular - FOTO: Foto: reprodução/SBT
Leitura:

Suzane von Richtofen, que foi condenada a 39 anos de prisão por ser considerada mandante do assassinato dos pais, em 2002, foi aprovada, em oitavo lugar, no curso técnico de Turismo ofertado pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo (IFSP), em Campos do Jordão. A detenta conseguiu a aprovação por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu).

>> Lei anticrime acaba com 'saidinha' de presos como Suzane von Richthofen

>> Flagrada em festa, Suzane von Richthofen perde direito a três saídas temporárias

>> Suzane von Richthofen é autorizada a estudar dentro de cadeia

Com a nota de 608,42 pontos, a detenta ficou em oitavo lugar e conseguiu ficar entre os três selecionados pela instituição para cursar o curso, de forma presencial, no período noturno.

Essa é a terceira vez em que Suzane consegue passar no vestibular. Em abril de 2016, ela passou no curso de administração na Universidade Anhanguera de Taubaté. Já em 2017, a detenta foi aprovada em uma vaga, também no curso de administração, ofertada pela Congregação dos Padres do Sagrado Coração de Jesus do Brasil. Nestas duas vezes ela optou por não se matricular.

Suzane nos cinemas

A atriz Carla Diaz interpretará Suzane von Richthofen no filme "A Menina que Matou os Pais". O longa irá contar a história do caso de Suzane Von Richthofen, jovem que assassinou os próprios pais em 2002 em São Paulo, com o auxílio de seu namorado à época, Daniel Cravinhos, e o irmão dele, Christian Cravinhos. O crime chocou o Brasil e o mundo. O lançamento, pela Galeria Distribuidora, está previsto para o primeiro semestre de 2020.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias