japão

Empresa fechará usina nuclear após pedido do governo

O reator número 3 da usina, atualmente em manutenção, continuará fora de operação

Diogo Menezes
Diogo Menezes
Publicado em 09/05/2011 às 9:24
Ernesto Barros
FOTO: Ernesto Barros
Leitura:

O presidente da Chubu Electric Power, Akihisa Mizuno, afirmou nesta segunda-feira (9) que a companhia decidiu paralisar os reatores números 4 e 5 de sua usina nuclear de Hamaoka, na província de Shizuoka, no centro do Japão. Além disso, o reator número 3 da usina, atualmente em manutenção, continuará fora de operação.

Na sexta-feira, o primeiro-ministro japonês, Naoto Kan, pediu que os três reatores da usina Hamaoka fossem paralisados, até que medidas de segurança contra terremotos e tsunamis similares aos ocorridos em 11 de março no país sejam implementadas. Segundo reportagens da imprensa japonesa, essas medidas podem demorar até dois anos para serem implementadas.

O terremoto e o tsunami ocorridos em 11 de março causaram vários problemas na usina Daiichi, em Fukushima, operada pela Tokyo Electric Power (Tepco). Nesse caso, há um plano em andamento para controlar a situação e evitar algum problema mais grave de vazamento radioativo. O acidente que se seguiu ao 11 de março na usina Daiichi foi classificado como o segundo maior da história mundial e o mais grave no Japão.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias