internacional

Mulher líbia que denunciou estupro foge para o Qatar

Al Obeidi está em Doha, e nos próximos dias falará em uma coletiva com a imprensa

Diogo Menezes
Diogo Menezes
Publicado em 09/05/2011 às 13:28
Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
FOTO: Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Leitura:

DOHA, 9 Mai 2011 (AFP) - A mulher líbia que em março denunciou ter sido estuprada e torturada por membros das forças leais ao regime de Muamar Kadhafi conseguiu fugir da Líbia e está no Qatar, indicou nesta segunda-feira à AFP um representante da oposição.
   
"Iman Al Obeidi conseguiu sair da Líbia, graças à ajuda dos rebeldes, atravpes da região de Al Jabal Al Gharbi", uma zona montanhosa a sudoeste de Trípoli, perto da fronteira com a Tunísia, disse a fonte.
   
Al Obeidi está em Doha, e nos próximos dias falará em uma coletiva com a imprensa.
   
No dia 26 de março, Iman Al Obeidi entrou no hotel Rixos de Trípoli, onde estão hospedados membros da imprensa internacional, pedindo ajuda aos jornalistas, afirmando que havia sido estuprada e torturada várias vezes por homens de Kadhafi.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias