violência

Atentado suicida em Mogadíscio mata 50 pessoas

Os insurgentes islamitas shebab reivindicaram de maneira imediata o atentado

Isabela Lemos
Isabela Lemos
Publicado em 04/10/2011 às 8:17
Leitura:

MOGADISCIO - Pelo menos 50 pessoas morreram em um atentado suicida com carro-bomba diante de um edifício oficial nesta terça-feira na capital da Somália, Mogadíscio, em um ataque que foi reivindicado pelos insurgentes islamitas shebab. Este foi o primeiro atentado cometido em Mogadíscio desde o início de agosto, quando os shebab foram obrigados a abandonar a capital somali frente a uma ofensiva das tropas governamentais apoiadas pela força da União Africana (AMISOM).

"Tememos a morte de pelo menos 50 pessoas", afirmou à AFP uma fonte da AMISOM que pediu anonimato. "Um veículo carregado com explosivos entrou na área do prédio oficial", afirmou por telefone à AFP Mohamud Abdulahi, taxista de Mogadíscio. "O ataque foi executado por um caminhão lotado de explosivos", disse Ahmed Mohamed, funcionário do ministério da Saúde.

O ataque teve como alvo um edifício que abrigava quatro ministérios somalis. O imóvel ficou muito danificado e vários automóveis foram atingidos. Os insurgentes islamitas shebab reivindicaram de maneira imediata o atentado.

"Um de nossos mujahedines (combatentes) se sacrificou para matar dirigentes do governo federal de transição, soldados da União Africana e informantes que estavam no prédio governamental", declarou por telefone à AFP um líder shebab que não se identificou.

O ataque foi executado quando estudantes faziam fila diante do edifício para obter bolsas concedidas pelo governo turco.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias