economia // dívida

Maioria socialista no Parlamento grego perde uma deputada

"A vontade do povo grego será imposta", disse Papandreu ante o grupo de parlamentares socialistas

Isabela Lemos
Isabela Lemos
Publicado em 01/11/2011 às 14:38
Leitura:

Uma deputada da maioria socialista grega desertou nesta terça-feira (1º), em protesto contra o anunciado referendo sobre o plano europeu para ajudar o país, o que reduz agora a 152 representantes de um total de 300 a maioria do governo socialista, anunciou a televisão pública Net.

A deputada e ex-secretária de Estado para o Desenvolvimento Milena Apostolaki, que já havia anunciado que abandonaria a bancada socialista mas que manteria o mandato, denunciou o referendo anunciado na segunda-feira (31) pelo primeiro-ministro grego Giorgos Papandreu, que para ela é um "procedimento que cria divisão" na Grécia.

Papandreu anunciou na segunda-feira a organização de um referendo com o objetivo de aprovar o acordo concluído na semana passada durante a reunião de cúpula com a União Europeia que reduziu a dívida grega.

"A vontade do povo grego será imposta", disse Papandreu ante o grupo de parlamentares socialistas. O primeiro-ministro disse também que pedirá um voto de confiança ao Parlamento sobre o acordo da dívida.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias