europa

Autor de massacre na Noruega indiciado por terrorismo

A ata de acusação foi lida para Breivik no presídio de Ila, próximo de Oslo, onde ele se encontra atualmente em prisão provisória, à espera do início do processo

Davi Barboza
Davi Barboza
Publicado em 07/03/2012 às 10:43
Leitura:

O extremista de direita Anders Behring Breivik, autor dos ataques que mataram 77 pessoas ano passado na Noruega, foi indiciado formalmente de cometer um "ato de terrorismo" e "homicídios voluntários", anunciou a justiça norueguesa nesta quarta-feira (7).

As acusações o tornam passível de uma pena de 21 anos de prisão ou detenção em segurança (pena renovável caso seja considerado perigoso), a menos que seja considerado penalmente inimputável, situação na qual poderia ser internado em um hospital psiquiátrico, possivelmente pelo resto da vida.

A ata de acusação foi lida para Breivik no presídio de Ila, próximo de Oslo, onde ele se encontra atualmente em prisão provisória, à espera do início do processo, previsto para 16 de abril.

"Breivik estava totalmente calmo", afirmou Tore Jo Nielsen, um dos oficiais de polícia presentes na leitura da ata.

Em 22 de julho de 2011, vestido como um policial, Breivik, de 33 anos, abriu fogo indiscriminadamente durante quase uma hora contra uma reunião de jovens do partido trabalhista numa ilha de Utoeya, próxima de Oslo, pouco depois de ter explodido uma poderosa bomba diante da sede do governo norueguês.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias