Wikileaks

Jornal espanhol diz que cadáver de Bin Laden não foi jogado no mar

De acordo com o jornal espanhol Público, arquivos que vazaram do Wikileaks indicaram que o corpo seguiu para os Estados Unidos em avião da CIA

Milton Raulino
Milton Raulino
Publicado em 07/03/2012 às 16:05
Foto: Reprodução da internet
De acordo com o jornal espanhol Público, arquivos que vazaram do Wikileaks indicaram que o corpo seguiu para os Estados Unidos em avião da CIA - FOTO: Foto: Reprodução da internet
Leitura:

Vazamento de arquivos do Wikileaks nesta semana revelam que emails trocados entre um ex-agente especial do Serviço Secreto Diplomático Americano e o vice-presidente da CIA, nos quais se confirmam que o corpo de Osama Bin Laden não foi jogado ao mar, mas seguiu em um avião até os Estados Unidos.

De acordo com publicação do jornal espanhol Público nesta quarta-feira (7), mensagens da Stratfor Global Intelligence, empresa privada de segurança conhecida como 'CIA na sombra', afirma que o funereal do ex-líder da Al-Qaeda, o qual incluía que o corpo fosse jogado ao mar, nunca aconteceu.

Em uma primeira mensagem divulgada, trocada entre o agente Fred Burton e o vice-presidente, aconteceu na manhã do mesmo dia em que Barack Obama fez um pronunciamento dizendo que Bin Laden havia sido morto, em maio de 2011. No corpo do texto, Burton afirmou que o cadáver havia seguido para os EUA em avião da CIA.

Em outros contatos, o agente afimou que o corpo foi para a cidade de Dover, no estado de Delaware, e de lá seguiu para o Instituto de Patologia das Forças Armadas, em Bethesda, junto a Washington D.C.

Na tarde do mesmo dia, a mídia mundial divulgou que o corpo do líder da Al-Qaeda seria submetido aos rituais islâmicos e, em segudia, seria jogado ao mar. Horas depois, o agente afirmou via mensagem: "Nós quereríamos ter a fotografia, o DNA, as impressões digitais, etc... Seu corpo [de Osama Bin Laden] é como a cena de um crime e não concebo que o FBI (polícia federal americana) e o Departamento de Justiça permitissem semelhante coisa".

Segundo o governo americano, Bin Laden foi assassinado em seu esconderijo em Abbottabad, no Paquistão, por forças americanas. Depois, o corpo seguiu para o Mar da Arábia, onde seguiu os rituais islâmicos e depois foi lançado ao mar.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias