FRANÇA

Atentados cometidos por apenas uma pessoa

Presidente Nicolas Sarkozy confirmou que assassinatos de sete pessoas em cidades do sudoeste francês foram cometidos por um homem

Wilfred Gadelha
Wilfred Gadelha
Publicado em 19/03/2012 às 16:36
Leitura:

PARIS - O presidente Nicolas Sarkozy confirmou nesta segunda-feira 19 que uma única "e mesma pessoa" cometeu os assassinatos de quatro pessoas em um centro de ensino judaico e de três militares em duas cidades do sudoeste da  França e anunciou a elevação ao máximo do nível de alerta terrorista nesta região.

"Sabemos que é a mesma pessoa, a mesma arma que matou militares, crianças e um professor", declarou Sarkozy ao término de uma reunião no Eliseu com a presença de autoridades, como o primeiro-ministro François Fillon.

"Não sabemos as motivações desse criminoso. Ao atacar crianças e um professor judeu, a motivação antissemita parece evidente" declarou Sarkozy.

"Este ato é odioso, não pode ficar impune. Todos os meios, absolutamente todos os meios disponíveis, serão utilizados para neutralizar esse criminoso", prosseguiu o chefe de Estado, indicando que receberá nesta terça-feira 20 representantes da comunidade judaica.

Um matador circulando em uma scooter roubada matou nesta segunda-feira 19 três crianças e seu professor em uma escola judaica de Toulouse (sudoeste). O mesmo homem, seguindo o mesmo "modus operandi", havia matado nos últimos oito dias três militares, em Toulouse e na cidade vizinha de Montauban.

Frente à ameaça de um assassino em série determinado e organizado, o presidente anunciou "medidas de proteção excepcionais na região" sudoeste, incluindo a ativação de um alerta máximo para ameaça terrorista.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias