Tráfico e Prostituição

Espanha: polícia detém 11 por exploração de mulheres

Duas gangues de proxenetas forçaram mulheres jovens da Romênia a se prostituírem, ao mesmo tempo que as obrigavam a se casarem com comparsas de países extracomunitários

Priscila Miranda
Priscila Miranda
Publicado em 19/03/2012 às 14:43
Leitura:

A polícia espanhola disse que deteve 11 homens quando desmantelou duas gangues de proxenetas que forçaram mulheres jovens da Romênia a se prostituírem, ao mesmo tempo que as obrigavam a se casarem com comparsas de países extracomunitários que assim adquiriam o direito de permanecer na UE.

Um comunicado divulgado nesta segunda-feira (19) pela polícia espanhola disse que as duas gangues de cafetões atuavam nas cidades do sul e leste da Espanha, com centro das operações em Valência e ramificações em Portugal e na Alemanha. Um dos grupos era especializado em falsificar documentos para arrumar casamentos entre mulheres romenas e capangas que geralmente vinham da Nigéria. Isso permitia que os nigerianos, extracomunitários, obtivessem permissão de residência na UE.

A polícia disse que os cafetões recrutavam as mulheres na Romênia e retinham os passaportes das vítimas quando elas chegavam à Espanha. Ela eram obrigadas a trabalhar como prostitutas até "pagarem" as dívidas decorrentes da viagem à Espanha e estadia nos bordeis.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias