meio ambiente

Austrália criará a maior rede mundial de reservas marinhas

Parques marinhos da rede de reservas cobrirão uma superfície de 3,1 milhões de quilômetros quadrados, mais de um terço das águas territoriais australianas

Da AFP
Da AFP
Publicado em 14/06/2012 às 11:02
Foto: Greg Wood / AFP
Parques marinhos da rede de reservas cobrirão uma superfície de 3,1 milhões de quilômetros quadrados, mais de um terço das águas territoriais australianas - FOTO: Foto: Greg Wood / AFP
Leitura:

SYDNEY - A Austrália vai criar a maior rede mundial de reservas naturais marinhas com o objetivo de proteger a vida aquática e determinará limites estritos à pesca e à prospecção petrolífera e de gás off-shore.

Segundo o projeto divulgado nesta quinta-feira (14), os parques marinhos cobrirão uma superfície de 3,1 milhões de quilômetros quadrados, mais de um terço das águas territoriais australianas.

"É hora de o planeta superar uma nova etapa na proteção dos oceanos", declarou Tony Burke, ministro do Meio Ambiente, que participará da cúpula Rio+20 junto com a primeira-ministra Julia Gillard. "A Austrália está hoje na liderança dessa próxima etapa", enfatizou.

O número de reservas passará de 27 a 60, reforçando assim a proteção de vários animais, como a baleia azul, a tartaruga verde, os tubarões-martelo e o dugong (mamífero marinho herbívoro). As duas últimas se encontram entre as espécies mais ameaçadas.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias