PRIMAVERA ÁRABE

Fonte médica nega que Mubarak tenha morrido. Ele estaria em coma

Uma hora antes, a agência oficial de notícias do Egito havia confirmado a morte clínica do ex-ditador

Fabiane Cavalcanti
Fabiane Cavalcanti
Publicado em 19/06/2012 às 19:29
AFP
Uma hora antes, a agência oficial de notícias do Egito havia confirmado a morte clínica do ex-ditador - AFP
Leitura:

 

CAIRO - O ex-presidente egípcio Hosni Mubarak está "em coma", indicou uma fonte médica, pouco depois de a agência de notícias oficial Mena ter anunciado a "morte clínica" nesta terça-feira do ditador deposto. 

Mubarak, 84 anos, "está em coma e os médicos tentam reanimá-lo. Respira com a ajuda de aparelhos", afirmou a fonte médica. 

A agência oficial Mena havia anunciado anteriormente que o ex-presidente estava "clinicamente morto" após a sua chegada ao hospital militar de Maadi, no subúrbio do Cairo, a alguns quilômetros da prisão de Tora, onde estava detido desde a sua condenação à prisão perpétua há pouco mais de duas semanas. 

A televisão estatal divulgava durante a noite imagens de arquivo de Mubarak. 

O advogado do ex-chefe de Estado não foi localizado até o momento pela Agência France Presse (AFP). 

Mubarak foi condenado à prisão perpétua no dia 2 de junho pela repressão à revolta contra o seu governo no início de 2011, que deixou cerca de 850 mortos. 

O tribunal não o acusou de ter uma responsabilidade direta, mas de não ter tomado as medidas necessárias para impedir essas mortes.

 

Newsletters

Ver todas

Fique por dentro de tudo que acontece. Assine grátis as nossas Newsletters.

Últimas notícias