Encontro

Raúl Castro se reuniu com presidente chinês

Durante a visita de quatro dias, os governos dos países assinaram oito acordos em temas de cooperação econômica, alfândegas, telecomunicações e tecnologia

AFP
AFP
Publicado em 05/07/2012 às 9:59
Foto: ED Jones / AFP
Durante a visita de quatro dias, os governos dos países assinaram oito acordos em temas de cooperação econômica, alfândegas, telecomunicações e tecnologia - FOTO: Foto: ED Jones / AFP
Leitura:

PEQUIM - O presidente cubano Raúl Castro se reuniu nesta quinta-feira (5) com seu colega Hu Jintao em Pequim, no segundo dia de uma viagem na qual espera obter o apoio de seu segundo sócio comercial e tradicional aliado político para implementar históricas reformas econômicas na ilha.

Durante a visita de quatro dias, a primeira de um presidente cubano desde que Fidel Castro visitou a China, em 2003, os governos dos países assinaram oito acordos em temas de cooperação econômica, alfândegas, telecomunicações e tecnologia.

Além disso, assinaram uma linha de crédito livre de juros e um acordo de empréstimo com o Banco de Desenvolvimento da China para modernizar as instalações médicas da ilha, sem que fosse especificado o montante de nenhum deles.

O presidente cubano, que realiza sua primeira visita à China desde que substituiu no governo seu irmão Fidel, se reunirá entre quinta e sexta-feira com praticamente toda a cúpula do governo chinês.

Nesta quinta-feira também se reuniu com Wu Bangguo, presidente da Assembleia Nacional Popular (legislativo chinês), e na sexta-feira o fará com o primeiro-ministro Wen Jiabao.

Também se encontrará na sexta-feira (6) com o vice-presidente, Xi Jingping, e com o vice-primeiro-ministro, Li Keqiang, o que lhe permitirá estreitar as relações com os dois homens considerados os prováveis sucessores dos atuais presidentes.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias