Violência

Dois soldados e 13 rebeldes mortos em confrontos na Turquia

Mortes aconteceram durante uma operação realizada pelo exército na fronteira com o Iraque

AFP
AFP
Publicado em 27/09/2012 às 12:19
Leitura:

Dois soldados turcos e 13 rebeldes curdos do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK) morreram nos últimos dois dias em uma operação realizada pelo exército na fronteira com o Iraque, no sul da Turquia, informaram fontes locais da segurança.

O exército realiza desde quarta-feira (26) uma operação contra o PKK no vale de Kazan e na região de Kavusak, duas áreas montanhosas que cercam Cukurca, província de Hakkari.

Aviões de combate F-16 também bombardearam alvos na região, enquanto aviões teleguiados foram enviados para coletar informações das tropas no terreno, acrescentaram.

Os combates, que prosseguem nesta quinta-feira, também deixaram quatro feridos entre os soldados do exército, indicaram fontes locais.

O PKK tem multiplicado os ataques contra as forças de segurança, que têm respondido com o envio massivo de tropas, grandes operações e bombardeios de bases rebeldes.

O primeiro-ministro Recep Tayyip Erdogan afirmou quarta-feira à noite que 144 membros das forças de segurança e 239 rebeldes do PKK morreram desde o início do ano.

O PKK, considerado um grupo terrorista pela Turquia e outros países, opera no sudeste do país, que possui uma população majoritariamente curda, desde 1984, provocando um conflito que já fez cerca de 45.000 mortos.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias