Tensão

Rebeldes sírios anunciam ataque decisivo em Aleppo

O regime sírio, que bombardeia com frequência a cidade pelo ar, anunciou nesta terça-feira a tomada de um grande bairro do leste de Aleppo

Renata Monteiro
Renata Monteiro
Publicado em 27/09/2012 às 14:12
Leitura:

Milhares de combatentes rebeldes sírios lançaram na tarde desta quinta-feira (27) um ataque decisivo para tomar o controle da cidade de Aleppo, no norte do país, anunciou um de seus comandantes à AFP.

"Esta noite, ou Aleppo será nossa ou seremos derrotados", afirmou à AFP Abu Fourat, um oficial desertor e um dos chefes da brigada rebelde Al-Tawhid, a maior da cidade.

A AFP viu rebeldes se reunindo em escolas do bairro de Izaa, no norte desta cidade, e disparando obuses de morteiro, enquanto trocavam palavras de incentivo por 'walkie-talkies'.

Segundo o Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH), que se baseia em uma rede de militantes, foram registrados violentos combates, ainda em andamento, principalmente nos bairros de Izaa e de Seif al-Dawla, dos quais participam "centenas de combatentes insurgentes".

Mais cedo, esta organização baseada na Grã-Bretanha indicou o bombardeio efetuado pelo Exército dos bairros rebeldes de Mayssar e Hanano, na cidade de Aleppo, e de outras localidades da província de Aleppo.

Aleppo, capital econômica do país, é cenário de uma intensa batalha entre as tropas do regime e rebeldes há mais de dois meses.

Depois de terem registrado um avanço importante no final de julho, no início dos combates, os insurgentes se limitaram a defender suas posições diante do poderio de fogo das forças do governo.

As linhas de frente estão no centro da cidade, e os dois lados estão envolvidos em uma guerra de guerrilha, em que franco-atiradores desempenham um papel importante.

O regime sírio, que bombardeia com frequência a cidade pelo ar, anunciou nesta terça-feira a tomada de Arkoub, um grande bairro do leste de Aleppo.

Mais de 30.000 pessoas morreram neste conflito que atinge a Síria há mais de 18 meses, segundo o OSDH.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias