Tristeza

Museu nacional bósnio de 124 anos fecha por falta de dinheiro

Instituição não pagou os salários dos 60 empregados há um ano, informou seu diretor em coletiva de imprensa. São necessários 60.000 euros por mês para manter o museu funcionando

Juliana Regis
Juliana Regis
Publicado em 04/10/2012 às 13:48
Leitura:

O Museu Nacional da Bósnia, fundado no século XIX, fechou nesta quinta-feira (4) suas portas por falta de dinheiro e pelo bloqueio político em um país etnicamente dividido depois da guerra de 1992-95.

A instituição não pagou os salários dos 60 empregados há um ano, informou seu diretor em coletiva de imprensa. São necessários 60.000 euros por mês para manter o museu funcionando.

Fundado em 1888, quando a Bósnia pertecia ao Império Austro-húngaro (1878-1914), o Museu Nacional da Bósnia jamais deixou de funcionar.

Entre os itens do acerto do museu, está o famoso Haggadah de Sarajevo, manuscrito hebraico do século XIV.

A direção chegou a abrir processo contra o governo bósnio, acusando-o de negligência em relação a uma instituição do Estado.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias