África do Sul

Polícia sul-africana usa balas de borracha para dispersar protesto em mina

Cerca de 2.000 mineiros desfilaram pelas ruas da cidade e atearam foto a pneus, o que levou à intervenção da polícia

Juliana Regis
Juliana Regis
Publicado em 04/10/2012 às 16:52
Leitura:

A polícia sul-africana disparou nesta quinta-feira (4) balas de borracha e gases lacrimogêneos para dispersar uma manifestação de mineiros perto de Rustemburgo, noroeste de Johannesburgo, anunciaram os meios de comunicação locais.

Cerca de 2.000 mineiros, que trabalham para o grupo Anglo American - número um mundial na produção de platina -, desfilaram pelas ruas da cidade e atearam foto a pneus, o que levou à intervenção da polícia.

No momento, a polícia não se pronunciou sobre esta manifestação e sua dispersão.

Em agosto, a polícia matou 34 trabalhadores da mina de Marikana, explorada pela Lonmin, terceiro produtor mundial de platina.

Neste caso, os mineiros e a direção chegaram a um acordo salarial que pôs fim ao conflito de seis semanas e que causou a morte de 46 pessoas no total.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias