fatalidade

Mais de 100 pessoas morrem em incêndio em fábrica de Bangladesh

O incêndio teve início na noite de sábado e isolou centenas de trabalhadores nos pisos superiores do edifício de nove andares

Do JC Online
Do JC Online
Publicado em 25/11/2012 às 11:02
Foto: AFP
O incêndio teve início na noite de sábado e isolou centenas de trabalhadores nos pisos superiores do edifício de nove andares - FOTO: Foto: AFP
Leitura:

Um incêndio em uma fábrica têxtil situada em uma área próxima da capital de Bangladesh, Daca, deixou ao menos 109 mortos, de acordo com o último balanço fixado neste domingo (25) por Yusuf Harun, responsável administrativo do distrito de Daca.

Pela manhã, o prognóstico inicial era de 121 mortos. Ainda não se sabe a causa do incêndio, que destruiu a fábrica Tazreen Fashion, localizada a 3o km do norte de Daca.

"Encontramos corpos nos diferentes andares do edifício", disse o responsável dos bombeiros, o general de brigada Abu Nayeem Mohammad Shahidullah.

O incêndio teve início na noite de sábado (24) e isolou centenas de trabalhadores nos pisos superiores do edifício de nove andares. As chamas só foram controladas na manhã de domingo, depois de quatro horas de luta contra as chamas, disseram as autoridades.

Os sobreviventes relataram no domingo pela manhã como tentaram escapar das chamas que destruíram o edifício.

"Havia mais de mil trabalhadores na fábrica", declarou à imprensa local em um hospital uma sobrevivente de 42 anos que deu apenas seu primeiro nome: Romesa.

"Saltei do quarto andar e cai no teto de outro edifício de três andares. Várias pessoas pularam e morreram, disse.

Outro sobrevivente, Rabiul Islam, relatou à AFP que notou a fumaça e desceu correndo as escadas. "O lugar já estava cheio de fumaça preta. Eu e uma outra pessoa arrancamos um ventilador embutido da parede e saltamos pelo buraco para o teto de um edifício vizinho. Rompi o pulso, mas sobrevivi", afirmou.

A fábrica confeccionava roupas que em sua maior parte era destinada para exportação aos países ocidentais. Seus clientes são marcas internacionais, como a holandesa C&A e a empresa de Hong Kong Li & Fung, disse à AFP o dono da fábrica, Delwar Hossain.

"Foi uma perda imensa para o meu pessoal e para a fábrica. É primeira vez que temos um incêndio em uma de minhas sete fábricas", afirmou.

Segundo o site Tuba Group, sociedade matriz de Tasreen Fahsion, a fábrica emprega 1.630 pessoas e fabrica camisas e jaquetas. O edifício conta com 60 detectores de fumaça e mais de 200 extintores, afirma o site.

Em Bangladesh, muitas das fábricas têxteis que produzem roupas para exportação aos países ocidentais estão equipadas com circuitos elétricos defeituosos.

Bangladesh é um dos principais centros na Ásia de produção têxtil, devido aos baixos salários e uma abundante mão de obra. O país se converteu no segundo exportador mundial de encomendas têxteis, com 19 bilhões dólares em 2011, um setor que representa 80% de suas exportações.

A indústria têxtil representa 40% da mão de obra manufatureira de Bangladesh.

Em meados de setembro, um incêndio em uma fábrica têxtil em Karachi, a capital comercial do Paquistão, causou a morte de cerca de 300 trabalhadores.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias