parceria

Colômbia e Equador fazem acordo para combate ao tráfico

A cooperação entre os dois países foi reduzida a zero após março de 2008, quando militares colombianos atacaram, em território equatoriano, um acampamento de rebeldes das Farc

Da Agência Estado
Da Agência Estado
Publicado em 19/03/2013 às 20:56
Leitura:

Os ministros da Defesa da Colômbia e do Equador assinaram hoje, em Bogotá, um acordo para o controle coordenado do espaço aéreo ao longo da fronteira entre os dois países. O objetivo é combater o tráfico de drogas e outros crimes.

Ao longo da fronteira que se estende por cerca de 580 km, é frequente a passagem de narcotraficantes que buscam a costa do Pacífico para o transporte de cocaína para a América Central, México e Estados Unidos. Também é nessa linha fronteiriça que grupos rebeldes se movem, como as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc).

A cooperação entre os dois países foi reduzida a zero após março de 2008, quando militares colombianos atacaram, em território equatoriano, um acampamento de rebeldes das Farc. Nessa ação fronteiriça morreu Raúl Reyes, um dos líderes da guerrilha colombiana.

O governo do Equador reagiu com veemência, ao considerar que sua soberania foi violada pelas autoridades colombianas, que entraram em território equatoriano sem autorização.

Só a partir de 2010, as relações entre Colômbia e Equador começaram a se normalizar e foi reativada a troca de dados entre os países e a captura de narcotraficantes colombianos.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias