mundo

Série de explosões mata pelo menos 50 em áreas xiitas de Bagdá

De acordo com fontes policiais, mais de 150 pessoas ficaram feridas na capital e nos arredores

Da Agência Brasil
Da Agência Brasil
Publicado em 19/03/2013 às 15:21
Leitura:

 

Brasília – Pelo menos 50 pessoas morreram nesta terça-feira (19) após uma série de explosões de carros-bomba e militantes suicidas em áreas xiitas de Bagdá, capital do Iraque, segundo informações de autoridades. De acordo com fontes policiais, mais de 150 pessoas ficaram feridas na capital e nos arredores. Amanhã (20), a campanha liderada pelos Estados Unidos no Iraque completa dez anos.

Nenhum grupo assumiu a responsabilidade pelas explosões, mas correspondentes no Iraque afirmam que um grupo insurgente sunita, filiado a Al Qaeda, aumentou o número de ataques ultimamente, em uma tentativa de desestabilizar o governo do primeiro-ministro xiita Nouri Maliki.

Os primeiros ataques de hoje ocorreram na hora mas movimentada da manhã, com bombas explodindo perto de áreas lotadas, incluindo um mercado, restaurantes com mesas nas calçadas e pontos de ônibus.

A polícia também informou que três dispositivos explosivos improvisados explodiram e mais disparos foram identificados próximo a Kirkuk, no norte do país.

Segundo a agência de notícias France-Presse (AFP), os ataques ocorreram mesmo com o aumento das operações de segurança em Bagdá, incluindo a instalação de novos postos de fiscalização.

A guerra no Iraque, iniciada em 20 de março de 2003, levou à queda do regime do presidente Saddam Hussein, que foi executado em 2006. A violência no país atingiu seu auge entre 2006 e 2007 e, desde então, tem registrado queda.

A insurgência sunita continua, no entanto, com uma média de mais de 300 pessoas mortas por mês no país. Ontem (18), dez carros-bomba explodiram, segundo autoridades.

 

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias