meio ambiente

Greenpeace protesta contra perfurações petroleiras no Ártico

ONG espera sensibilizar a opinião pública sobre os perigos da atividade petroleira em regiões com condições climáticas extremas

Da AFP
Da AFP
Publicado em 10/04/2013 às 11:17
Foto: AFP
ONG espera sensibilizar a opinião pública sobre os perigos da atividade petroleira em regiões com condições climáticas extremas - FOTO: Foto: AFP
Leitura:

Dois ativistas do Greenpeace, fantasiados de ursos polares, invadiram nesta quarta-feira uma plataforma petroleira na Noruega para protestar contra as perfurações do grupo norueguês Statoil no Ártico.

"Nenhuma companhia petroleira do mudo está preparada para as condiciones del Ártico. É inaceitável que a Statoil queira brincar com a segurança e o meio ambiente nestas regiões árticas vulneráveis", declarou o chefe do Greenpeace na Noruega, Truls Gulowsen, um dos ativistas que subiu à plataforma West Hercules, atualmente no porto de Oelen (sudoeste).

Com este tipo de ação, o Greenpeace espera sensibilizar a opinião pública sobre os perigos da atividade petroleira em regiões com condições climáticas extremas, afastadas das infraestruturas continentais.Um porta-voz de Statoil, Ola Anders Skauby, afirmou que a companhia conta com um bom plano de urgência para operações do tipo na região. De acordo com um estudo do Instituto Geofísico dos Estados Unidos (USGS) de 2008, o Ártico pode conter 22% das reservas de petróleo que ainda faltam ser descobertas no planeta.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias