europa

Queda de empregos na zona euro no 1º trimestre de 2013

No primeiro trimestre de 2013, 221,9 milhões de pessoas tinham um emprego na União Europeia

Da AFP
Da AFP
Publicado em 14/06/2013 às 10:51
Leitura:

O mercado trabalhista na zona euro continua se deteriorando com uma diminuição de 0,5% no número de empregos no primeiro trimestre de 2013 em relação ao trimestre anterior, segundo as estimativas publicadas nesta sexta-feira pela Eurostat, a agência de estatísticas da União Europeia (UE).

Em relação ao mesmo período do ano passado, o emprego diminuiu 1% na zona euro. "Claramente, uma atividade econômica que continua frágil e a confiança dos empresários que continua em queda em inúmeros países pesaram no emprego no primeiro trimestre", enfatizou o analista Howard Archer, da IHS Global Insight.

Este é o sétimo trimestre consecutivo em que o emprego cai. No primeiro trimestre de 2013, 221,9 milhões de pessoas tinham um emprego na UE, sendo 145,1 milhões na zona euro.

Entre os países com dados disponíveis, a Estônia (2,3%) registrou a alta mais importante no primeiro trimestre de 2013 em relação ao trimestre anterior, enquanto que a Grécia (-2,3%), Portugal (-2,2%), Espanha e Chipre (-1,3%) e Itália (-1,2%) registraram as baixas mais marcadas.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias