fim do conflito

Conheça os principais negociadores israelenses e palestinos

Entre os diplomatas, estão jornalistas, advogados, economistas dos dois países

Da AFP
Da AFP
Publicado em 13/08/2013 às 17:06
Leitura:

JERUSALÉM - Conheça os perfis dos principais protagonistas das negociações de paz entre Israel e os palestinos, que começam nesta quarta-feira em Jerusalém.

Negociadores palestinos:

- Saeb Erakat: chefe da delegação palestina, universitário de 58 anos nascido em Jerusalém. Conhecido por seu senso de humor, fala perfeitamente inglês e formou parte de todas as delegações de negociadores com Israel desde 1991, com exceção das realizadas em segredo que forjaram os acordos de Oslo de 1992.

Erakat foi muito próximo a Yasser Arafat, o líder histórico do movimento nacional palestino. Em 2009 foi eleito membro do comitê central do Fatah, do presidente palestino Mahmud Abbas, e do comitê executivo da Organização pela Libertação da Palestina (OLP).

É formado em ciência política pela universidade de San Francisco, doutor em polemologia (estudo da guerra) pela universidade britânica de Bradford e foi professor da universidade An Najan de Nablus (Cisjordânia) entre 1979 e 1991.

Também foi jornalista no jornal independente Al-Quds de Jerusalém Oriental e escreveu uma dezena de livros. Vive em Jericó (Cisjordânia), perto de Jerusalém.

- Mohamed Shtayyeh: com 57 anos, nascido em Nablus (Cisjordânia), é um economista formado na Grã-Bretanha. Participou das negociações de 1991 e também esteve nas reuniões prévias às negociações que começam na quarta-feira. Foi reitor da universidade de Birzeit, na Cisjordânia, e ministro da Habitação da Autoridade Palestina. Atualmente se ocupa da filial palestina do Banco Islâmico de Desenvolvimento.

Negociadores israelenses:

- Tzipi Livni: Chefe da delegação israelense, de 55 anos, ministra da Justiça do governo de Benjamin Netanyahu. Foi comparada com Golda Meir, a primeira-ministra de Israel entre 1969 e 1974 apelidada de "A Dama de Ferro". Diferentemente de muitos políticos israelenses, Livni nunca esteve envolvida em casos de corrupção. Em 2008 se converteu em líder do partido Kadima (centro-direita) após a renúncia do primeiro-ministro Ehud Olmert por corrupção. Mas em 2009, embora seu partido tenha vencido as eleições, não conseguiu formar uma coalizão de governo.

Livni, ex-agente do Mossad, os serviços secretos israelenses, é advogada e tem dois filhos. Cresceu em uma família de "Likudniks", os partidários do grande partido da direita israelense. Seus pais também formavam parte do Irgun, uma organização clandestina que lutava contra o mandato britânico da Palestina antes de se integrar no Likud, o partido dirigido hoje por Netanyahu.

- Yitzhak Molcho: Conselheiro de Benjamin Netanyahu há anos, Molcho é um negociador experiente que conheceu Yasser Arafat em Gaza em 1996, durante o primeiro governo de Netanyahu. Exerce a profissão de advogado e se reuniu com autoridades americanas pouco depois da eleição de Barack Obama como presidente dos Estados Unidos, em uma tentativa de negociação sobre o freio da colonização na Cisjordânia, a mesma questão que paralisou desde 2010 as negociações de paz.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias