mundo

Argentina continuará pagando dívida apesar de decisão da justiça dos EUA, diz ministro

A medida judicial está suspensa, no momento, por causa de uma apelação argentina na Suprema Corte dos Estados Unidos

Da AFP
Da AFP
Publicado em 25/08/2013 às 13:31
Leitura:

A Argentina continuará pagando normalmente sua dívida pública, apesar de uma decisão da justiça dos Estados Unidos a favor de fundos especulativos, afirmou este domingo o ministro da Economia, Hernán Lorenzino.

"Vamos continuar pagando (a dívida) como fizemos até agora, nos mesmos termos", disse Lorenzino em declarações à agência estatal Télam.

A medida judicial está suspensa, no momento, por causa de uma apelação argentina na Suprema Corte dos Estados Unidos.

Lorenzino disse que a decisão de sexta-feira no Tribunal de Apelações de Nova York de ratificar que o país deve pagar 100% da dívida em dinheiro a fundos que a Argentina denomina como "abutres", é "uma tentativa de levar o país de volta a 2001".

Se a decisão for mantida, a Argentina teria que compensar os demais credores da mesma forma que aos fundos NML e Aurelius e as reestruturações de 2005 e 2010 seriam anuladas.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias