MUMBAI

Polícia prende quinto auspeito de estupro coletivo na Índia

Uma equipe da polícia de Mumbai prendeu este último suspeito na capital, Nova Délhi, disse à AFP um responsável da polícia que pediu anonimato

Da AFP
Da AFP
Publicado em 25/08/2013 às 10:12
Leitura:

A polícia prendeu neste domingo o quinto e último acusado de participar de um estupro coletivo de uma fotógrafa em Mumbai (sudoeste), um novo crime muito semelhante ao que ocorreu no final de 2012 e que comoveu a Índia.

Uma equipe da polícia de Mumbai prendeu este último suspeito na capital, Nova Délhi, disse à AFP um responsável da polícia que pediu anonimato.

"Nossos investigadores de polícia criminal prenderam o quinto suspeito na manhã deste domingo e ele está sendo levado a Mumbai", disse ele.

Neste domingo, a polícia anunciou também a prisão de um quarto homem.

Segundo a agência Press Trust of India, o quarto detido é o mais velho do grupo e teria estuprado a mulher duas vezes.

O primeiro suspeito foi preso na sexta-feira e os outros dois, no sábado.

O grupo é acusado de estuprar na quinta-feira à noite a fotógrafa indiana de 23 anos no elegante bairro Shakti Mills, no centro de Mumbai, onde ela estava, com um colega de trabalho, fazendo fotos para uma revista.

Este novo caso de estupro lembra o que ocorreu em meados de dezembro de 2012, quando uma estudante de 23 anos foi estuprada em um ônibus em movimento em Nova Délhi. Ela morreu duas semanas depois em consequência de ferimentos internos.

Após meses de manifestações, o parlamento indiano concordou, em março, a modificar a legislação relativa aos crimes sexuais para endurecer as penas, incluindo a pena de morte se a vítima morrer.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias