Novos rumos

Luxemburgo: Oposição sela acordo para formar governo

O acordo colocará fim a um período de quase 20 anos ininterruptos nos quais Jean-Claude Juncker foi primeiro-ministro

Do JC Online
Do JC Online
Publicado em 02/12/2013 às 18:52
Foto: Also Read/ AFP
O acordo colocará fim a um período de quase 20 anos ininterruptos nos quais Jean-Claude Juncker foi primeiro-ministro - FOTO: Foto: Also Read/ AFP
Leitura:

Os três partidos de menor representação do Parlamento de Luxemburgo chegaram nesta segunda-feira (2) a um acordo em torno de um programa de coalizão, abrindo caminho para a formação de um novo governo. O acordo, que ainda precisa ser aprovado pelos partidos envolvidos colocará fim a um período de quase 20 anos ininterruptos nos quais Jean-Claude Juncker foi primeiro-ministro.

O Partido Popular Social Cristão, de Juncker, foi o mais votado nas eleições de outubro, mas não conseguiu cadeiras suficientes para formar um governo. Nas semanas que se seguiram, os partidos Democrata (centro-direita), Socialista e Verde negociaram um acordo que dará a eles uma bancada de 32 deputados no Parlamento de 60 cadeiras.

A expectativa é de que os partidos Democrata, Socialista e Verde aprovem amanhã o acordo selado hoje. Se isso se confirmar, Juncker apresentará sua renúncia ao grão-duque Henrique na quarta-feira. O grão-duque então convidará a coalizão a assumir o governo. O sucessor de Junker será Xavier Bettel, do Partido Democrata, que deixará a prefeitura da Cidade de Luxemburgo para tornar-se primeiro-ministro do grão-ducado.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias