rejeição

Casa Branca rebate críticas do líder republicano na Câmara a Obama

John Boehner declarou que os membros mais conservadores de seu partido não confiam no presidente para implementar a reforma migratória

Da AFP
Da AFP
Publicado em 07/02/2014 às 22:47
Leitura:

A Casa Branca rejeitou nesta sexta-feira (7) as acusações dos republicanos de que o atraso na aprovação de uma reforma do sistema migratório nos Estados Unidos se deva à falta de confiança no presidente Barack Obama.

Na véspera, o presidente da Câmara de Representantes dos Estados Unidos, o republicano John Boehner, declarou que os membros mais conservadores de seu partido não confiam no presidente para implementar a reforma migratória.

Para a Casa Branca, a acusação é uma desculpa dada por Boehner para justificar sua incapacidade de angariar consenso nas fileiras partidárias e impulsionar a reforma.

"Se fosse um assunto de confiança, por que os republicanos bloquearam a reforma migratória em 2006 quando o ocupante da Casa Branca era o presidente republicano George W. Bush?", disse o porta-voz da presidência, Jay Carney, aos jornalistas a bordo do Air Force One. "Foi porque não confiavam nele?", questionou.

"Acho que não. Acho que o assunto foi pelos bem conhecidos e documentados problemas que o Partido Republicano tem para lidar com esse assunto", alfinetou.

A reforma migratória é um tema espinhoso entre os republicanos, mas fundamental em sua esperança de recuperar o voto dos eleitores latinos de olho na disputa pela Casa Branca em 2016.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias