tensão na Ucrânia

Ucrânia pede que Rússia apoie plano de paz 'com ações'

O presidente russo Vladimir Putin disse que apoia o plano

Katarina Vieira
Katarina Vieira
Publicado em 26/06/2014 às 9:00
foto: AFP
O presidente russo Vladimir Putin disse que apoia o plano - foto: AFP
Leitura:

O presidente da Ucrânia, Petro Poroshenko, pediu nesta quinta-feira (26) que a Rússia apoie seu plano de paz "com ações, não palavras". Mais de 300 pessoas foram mortas no leste ucraniano nas últimas semanas em confrontos entre insurgentes pró-Rússia e forças do governo. 

Na última sexta-feira (20), a Ucrânia anunciou um cessar-fogo unilateral e alguns grupos rebeldes afirmaram que também respeitariam a medida. 

Falando a Assembleia Parlamentar do Conselho da Europa em Estrasburgo, nesta quinta-feira (26), Poroshenko pediu que Moscou apoie seu plano de paz com ações e, especificamente, evite que separatistas armados cruzem a fronteira russa com a Ucrânia. 

"Sem isso, não podemos falar sobre paz", declarou Poroshenko. "Que apoie o plano de paz com ações, não palavras, porque essas ações vão interromper o assassinato de civis e de militares que defendem a soberania e a integridade territorial do Estado."

O presidente russo Vladimir Putin disse que apoia o plano. Nesta semana ele conseguiu o apoio da câmara alta do Parlamento russo, que cancelou a autorização para o uso da força na Ucrânia. 


Newsletters

Ver todas

Fique por dentro de tudo que acontece. Assine grátis as nossas Newsletters.

Últimas notícias