Somália

EUA confirmam morte de líder do Al-Shabaab

O ataque dos EUA atingiu dois veículos do grupo e matou seis militantes, que se dirigiam até a cidade de Barawe

Karol Albuquerque
Karol Albuquerque
Publicado em 05/09/2014 às 15:29
Leitura:

O Departamento de Defesa dos Estados Unidos, o Pentágono, confirmou nesta sexta-feira (5) a morte de Ahmed Abdi Godane, líder e um dos fundadores da milícia armada Al-Shabaab, na Somália. Ele morreu após ter sido vítima de um ataque aéreo norte-americano no último dia 1 de setembro. "Retirar Godane do campo de batalha é um grande e simbólico passo para reduzir as operações do Al-Shabaab", disse o Pentágono em comunicado.

O ataque dos EUA atingiu dois veículos do grupo e matou seis militantes, que se dirigiam até a cidade de Barawe. No dia do incidente, acreditava-se que Godane estava entre as vítimas fatais, mas ninguém do grupo confirmou a informação.

Godane dirigiu as operações da Al-Shabaab, formando aliança com a Al-Qaeda e liderando uma campanha para atacar alvos fora da Somália. Seu grupo é responsabilizado por várias explosões em Uganda, em 2010, que mataram mais de 80 pessoas; e por um ataque no ano passado, a um shopping de Nairobi, no Quênia, que resultou na morte de mais de 60 pessoas.

Newsletters

Ver todas

Fique por dentro de tudo que acontece. Assine grátis as nossas Newsletters.

Últimas notícias