eua

Otan concorda com ação contra extremistas, diz Obama

De acordo com Obama, a rede extremista é vista pela Otan como uma "organização selvagem"

Karol Albuquerque
Karol Albuquerque
Publicado em 05/09/2014 às 17:36
Foto: AFP
De acordo com Obama, a rede extremista é vista pela Otan como uma "organização selvagem" - Foto: AFP
Leitura:

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, declarou nesta sexta-feira (5) que todos os países da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) concordam com uma ação imediata contra o Estado Islâmico, pois, para eles, o grupo representa uma ameaça aos membros da aliança.

De acordo com Obama, a rede extremista é vista pela Otan como uma "organização selvagem" que precisa ser "destruída". Em encontro de dois dias do bloco que ocorre no País de Gales, o presidente dos EUA tem pressionado seus aliados para formarem um grupo de nações capaz de conter o Estado Islâmico, lançando mão de força militar, pressões diplomáticas e sanções econômicas.

Ele acrescentou que essa coalizão internacional precisa ir além do países do Ocidente, incluindo também os estados onde os sunitas são maioria.

Newsletters

Ver todas

Fique por dentro de tudo que acontece. Assine grátis as nossas Newsletters.

Últimas notícias