Curdos

Manifestações pró-curdas deixaram 31 mortos na Turquia

Várias lojas e edifícios públicos foram atingidos nos distúrbios

Da AFP
Da AFP
Publicado em 10/10/2014 às 8:23
Leitura:

As manifestações pró-curdas que acontecem desde segunda-feira na Turquia, sobretudo no sudeste do país, de maioria curda, deixaram pelo menos 31 mortos e 360 feridos, anunciou o ministro do Interior, Efkan Ala.

De acordo com o ministro, as forças de segurança prenderam 1.024 pessoas desde segunda-feira. Várias lojas e edifícios públicos foram atingidos nos distúrbios. "A espiral de violência deve parar imediatamente", disse o ministro.

Os distúrbios, sem precedentes nos últimos anos, começaram na segunda-feira à noite, depois de uma convocação do principal partido curdo do país para protestos contra a recusa do governo turco a atuar militarmente para ajudar a cidade curda síria de Kobane, cercada pelos jihadistas do grupo Estado Islâmico (EI). Muitas vítimas morreram em confrontos entre simpatizantes dos rebeldes curdos do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK) e os partidários de movimentos islamitas ou nacionalistas.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias