Redução

ONU começa a reduzir ajuda alimentar à Síria

A ONU distribui ajuda alimentar para 4,2 milhões de pessoas na Síria, devastada depois de três anos de uma guerra civil que deixou cerca de 200.000 mortos

Da AFP
Da AFP
Publicado em 13/10/2014 às 22:43
Leitura:

As Nações Unidas começaram a reduzir sua ajuda alimentar à Síria em 40% devido a problemas orçamentários, disse nesta segunda-feira (13) à AFP a diretora adjunta do Programa Alimentar Mundial (PAM).

"Já começamos (a reduzir a ajuda alimentar) neste mês", declarou Elisabeth Rasmusson.

A ONU distribui ajuda alimentar para 4,2 milhões de pessoas na Síria, devastada depois de três anos de uma guerra civil que deixou cerca de 200.000 mortos.

Segundo Rasmusson, o PAM vai continuar distribuindo ajuda alimentar para o mesmo número de pessoas, mas sua quantidade será reduzida em 40%, por causa do financiamento insuficiente.

Ela afirmou que os cerca de dois milhões de sírios refugiados em outros países também serão afetados pela queda da ajuda alimentar a partir de novembro.

A quantidade de ajuda alimentar para os refugiados sírios no Líbano vai diminuir de 20 para 30%. E na Turquia, o PAM não vai distribuir mais alimentos nos campos de refugiados sírios.

O PAM precisa de 352 milhões de dólares (280 milhões de euros) até o fim do ano, de acordo com Rasmusson, que está no Kuwait para participar de uma reunião entre os principais doadores para a Síria.

Em janeiro de 2013 e em janeiro de 2014, o Kuwait organizou duas conferências internacionais que registraram mais de 6 bilhões de dólares em promessas de doações de ajuda à Síria. Mas autoridades kuwaitianas ressaltaram nesta segunda-feira que alguns países não cumpriram com suas promessas.

Uma terceira conferência está prevista para janeiro em um local ainda a ser determinado, segundo a diretora adjunta do PAM.

"A previsão de orçamento (do PAM) era de 4,2 bilhões de dólares para 2014, mas as necessidades agora são de 8,5 bilhões", disse Rasmusson, acrescentando que as necessidades financeiras apenas para a Síria são de cerca de 2 bilhões de dólares.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias