Ebola

Texas tem segundo caso de funcionário da área de saúde infectado com Ebola

Assim como no primeiro caso, a pessoa infectada participou no tratamento ao paciente liberiano com Ebola

Da AFP
Da AFP
Publicado em 15/10/2014 às 7:06
Foto: ABr
Assim como no primeiro caso, a pessoa infectada participou no tratamento ao paciente liberiano com Ebola - FOTO: Foto: ABr
Leitura:

Atualizada às 08h26

Um segundo trabalhador do hospital do Texas onde foi registrado o primeiro caso de contaminação por Ebola no território dos Estados Unidos apresentou resultado positivo para a doença, anunciou o governo estadual.

Assim como no primeiro caso, a pessoa infectada participou no tratamento ao paciente liberiano com Ebola que morreu no hospital de Dallas, informou o Departamento de Serviços de Saúde do Estado do Texas.

O segundo trabalhador apresentou quadro de febre na terça-feira e foi isolado de maneira imediata no hospital.

"Funcionários da área de saúde interrogaram o paciente para poder identificar rapidamente qualquer contato ou potenciais exposições, e estas pessoas serão monitoradas", afirma o departamento em um comunicado.

O Centro para o Controle e Prevenção de Doenças (CDC, na sigla em inglês) informou que o exame positivo do segundo trabalhador foi o resultado de uma análise preliminar realizada durante a noite e que o organismo está realizando a própria análise para confirmar o resultado.

"Como afirmamos anteriormente, de acordo com nossa investigação, não é inesperado que aconteçam exposições adicionais ao vírus", adverte o CDC em um comunicado.

Os dois trabalhadores que deram resultado positivo ao vírus Ebola integraram a equipe de atendimento ao paciente Thomas Duncan, que contraiu a doença quando estava na Libéria e que morreu no dia 8 de outubro.

O CDC destacou que novas medidas estão sendo adotadas para aumentar o nível de preparação nos hospitais, incluindo o envio a Dallas de especialistas que conseguiram controlar focos de Ebola na África nas últimas duas décadas.

O organismo afirmou que pretende melhorar os procedimentos para proteger os trabalhadores da área de saúde no Hospital Presbiteriano de Dallas e que os funcionários deste e de outros centros médicos receberão mais treinamento para tratar com a doença.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias