África

Ataques de muçulmanos matam 18 pessoas na República Centro-africana

A República Centro-Africana é cenário de confrontos entre a ex-guerrilha rebelde Seleka, majoritariamente muçulmana

Danilo Galindo
Danilo Galindo
Publicado em 23/12/2014 às 12:57
Foto: AFP
A República Centro-Africana é cenário de confrontos entre a ex-guerrilha rebelde Seleka, majoritariamente muçulmana - Foto: AFP
Leitura:

Dezoito pessoas morreram e várias ficaram feridas no sudoeste da República Centro-Africana durante dois ataques realizados por peuls (majoritariamente muçulmanos) armados, informaram fontes oficiais.

A República Centro-Africana é cenário de confrontos entre a ex-guerrilha rebelde Seleka, majoritariamente muçulmana (que ficou no poder de março de 2013 a janeiro de 2014), as milícias anti-balaka, basicamente cristãs, e os nômades peuls, também de confissão muçulmana.

Três forças internacionais foram mobilizadas no país para tentar estabilizá-lo: Sangaris (francesa), Eufor-RCA (União Europeia) e Minusca (ONU).

Newsletters

Ver todas

Fique por dentro de tudo que acontece. Assine grátis as nossas Newsletters.

Últimas notícias