Parto

Mulher dá à luz 'bebê de Natal' em metrô da Filadélfia

Os policiais ajudaram a mulher a dar à luz, enquanto os passageiros observavam e um funcionário foi fotografado saindo do trem com o bebê enrolado em roupas

Da AFP
Da AFP
Publicado em 26/12/2014 às 18:44
Leitura:

Uma grávida teve uma surpresa incomum este fim de ano na Filadélfia, quando entrou em trabalho de parto e deu à luz, em pleno metrô, uma criança saudável, que ganhou o apelido de "bebê de Natal". 

A mulher estava em uma composição do metrô da Filadélfia nesta quinta-feira quando a bolsa se rompeu.

Dois policiais de tráfego foram chamados com urgência para a composição enquanto a mulher entrava em trabalho de parto.

Os policiais ajudaram a mulher a dar à luz, enquanto os passageiros observavam e um funcionário foi fotografado saindo do trem com o bebê enrolado em roupas.

O sargento Daniel Caban contou que esperava ter um dia calmo no trabalho, mas afirmou que o parto foi uma surpresa agradável. 

"Apenas rezei para que os médicos chegassem e assumissem" o controle da situação, contou o policial à emissora NBC. 

"Simplesmente foi uma bênção, durante as Festas, termos um bebê de Natal", prosseguiu.

Seu colega, Darrell James, disse que o nascimento tornou o Natal ainda melhor.

"Tudo aconteceu tão rápido, mas foi incrível. A mãe queria segurar o filho, o pai tirou a camisa para aquecer o bebê", relatou. "Foi o melhor Natal que já tive", continuou.

Mãe e filho foram imediatamente levados ao hospital e passam bem.

Os policiais também se recuperaram da emocionante experiência que viveram.

O diretor da Autoridade de Transportes do Sudeste da Filadélfia, Thomas J. Nestel III, elogiou os policiais e postando uma foto dos dois homens no Twitter.

"U-hu! Isso é que é um presente de Natal!!!", escreveu no microblog após o parto.

Em tom de brincadeira, ele esclareceu que o bebê, o mais jovem passageiro do metrô da Filadélfia, não precisou pagar passagem.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias